Blog do Thales Castro - Thales Castro

Associação de Pais e Alunos sugere ao Governo antecipação das férias escolares no Maranhão

Blog do Glaucio Ericeira – A Associação de Pais e Alunos de Instituições de Ensino do Estado do Maranhão (ASPA-MA) protocolou na Secretaria de Estado da Saúde documento (veja Aqui) sugerindo ao Governo que determine a antecipação das férias escolares – nas redes pública e privada de ensino – do mês de julho para o próximo mês de abril.

 

A medida, na avaliação da entidade, contribuirá para conter a disseminação do novo coronavírus, zelando pela saúde dos professores, estudantes e suas famílias.

 

O documento foi protocolado na manhã de ontem. No período da tarde, o presidente da Associação, Marcello de Freitas Costa Rodrigues, juntamente com representantes do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino (SINEPE), Associação Maranhense de Escolas Particulares do Estado do Maranhão (AMEP) e Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino da Rede Particular do Maranhão (SINTERP), estiveram reunidos com o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula.

 

Atualmente, as aulas na rede privada estão sendo realizadas de maneira híbrida. Na rede estadual permanecem remotas.

 

“Nos últimos 03 (três) dias o Brasil atingiu a triste marca de mais de 3.000 mortes diárias e chegou a mais de 100.000 contaminados em apenas 24 horas, o que comprova o descontrole da doença em todo o Brasil. No Maranhão os números apresentados em boletins diários pela Secretaria de Saúde não demonstram uma melhora da conjuntura desta doença tão grave. A verdade é diametralmente oposta, o sistema de saúde público e privado do Estado encontra-se com quase 100% das UTI’s ocupadas e com risco de desabastecimento de insumos e medicamentos em curto prazo. O Grupo de Trabalho Retorno às Atividades Escolares Presenciais, da Vice-Presidência de Ambiente Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS/Fiocruz), divulgou Nota Técnica na sexta-feira (26/3) em que reforça, no atual momento de agravamento da pandemia, a recomendação de fechamento das escolas”, afirmou Freitas.

 

“Diante de tudo que foi apresentado a autorização dada para o retorno das aulas presenciais das escolas particulares, ainda que de forma híbrida, a todos os níveis de ensino para o dia 29/03, fará com que as mesmas ocorram sem o devido planejamento pedagógico e sem o devido zelo aos protocolos sanitários, já que a decisão pegou a todos de surpresa, uma vez que nem estabelecimentos de ensino e nem pais de alunos aguardavam esta liberação no atual cenário epidemiológico que nos encontramos. Sabemos que muitos dos estabelecimentos de ensino vêm buscando manter um protocolo sanitário eficiente e que garanta a saúde de todos, mas o momento crítico da pandemia da Covid-19 impossibilita qualquer tipo de aula presencial. Destarte, para um controle mais efetivo da Covid-19 em nosso Estado, e de forma a preservar a comunidade escolar (pais, alunos e professores) sugerimos, na atual conjuntura, a antecipação das férias escolares de julho para o mês de abril, pois além de colaborar com a diminuição da circulação de pessoas pela cidade, principalmente nos transportes públicos, será o mês em que o Ministério da Saúde estará realizando a vacinação dos profissionais da educação, assim como de toda a população acima dos 60 anos”, completou.

Categoria: Notícias