Vereador de Arame, acusado de tentar matar a ex-companheira, é preso após se entregar à polícia

Foi preso, na manhã desta terça-feira (8), o vereador Edinilton Silva Rodrigues (PDT), conhecido como ‘Bodó’, do município de Arame, pelo crime de tentativa de feminicídio, tendo como vítima a ex-companheira dele.

De acordo com a Polícia Civil do Maranhão, Edinilton tentou matar a ex-companheira no dia 25 de março, durante uma briga na residência do casal, porque ele não aceitava o fim do relacionamento com ela.

O mandado de prisão preventiva contra o vereador foi expedido no dia 30 de março deste ano, pela Justiça do Maranhão, após a conclusão do inquérito da Polícia Civil, que indiciou o vereador por tentativa de feminicídio. Desde então, ‘Bodó’ estava foragido, sendo preso nesta terça, após se entregar na Delegacia de Arame.

“Contra o indivíduo havia o mandado de prisão preventiva, expedido pela Comarca da Arame, em razão das acusações dos crimes de tentativa de feminicídio, dano e posse irregular de munição de uso permitido”, explicou o delegado.

Após a prisão, o vereador foi interrogado e encaminhado ao sistema prisional, estando à disposição da Justiça.

De acordo com as investigações, no dia do crime, ‘Bodó’ jogou a vítima no chão e puxou seus cabelos da sala até o quarto da casa. Em seguida, ele a imobilizou, bateu sua cabeça no chão diversas vezes e ainda colocou um pano em sua boca, a asfixiando.

A vítima só recobrou a consciência quando estava na casa de seus avós, vestida com outra roupa. Segundo o delegado de Polícia Civil Thiago Castro, a mulher deu entrada no hospital de Arame no dia 26 de março, com lesão na cabeça e hematomas no rosto e pelo restante do corpo.

A mulher passou por exame de corpo de delito, que apontou múltiplas lesões por espancamento, entre as quais um corte profundo no crânio, de aproximadamente sete centímetros.

Após o caso, Edinilton fugiu e só foi preso nesta terça (8), quase cinco meses após o crime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade
Publicidade